sábado, junho 20, 2009

Igreja matriz de São Leonardo, Atouguia da Baleia, Peniche

Fachada lateral sul e cabeceira.Fotógrafo: Mário Novais, 1899-1967.
Data aproximada da produção da fotografia original: 1954.

Galeria de Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

quarta-feira, junho 10, 2009

segunda-feira, junho 01, 2009

ADMINISTRADORES QUE SERVIRAM PENICHE E SEU CONCELHO

ADMINISTRADORES QUE SERVIRAM PENICHE E SEU CONCELHO A PARTIR DO DECRETO DE 18/711835, QUE MANDAVA FAZER ELEIÇÕES INDIRECTAS PARA A ESCOLHA DOS MESMOS:

Por: Fernado Engenheiro
Verissimo de Almeida Coelho, com in em 1836.
Aquando da aclamação da Carta Constitucional, a 12/2/1842, estava em actividade Vicente de Paula Henriques Ferreira Souto (L. de Despesas da C. M. de Peniche com início em 1843).
D. Francisco de Salles da Piedade Lencastre (estava em plena actividade em 1854)
Francisco Manuel Veloso da Horta (em 1863 encontrava se no exercício das funções).
José Olimpio Ferreira Pinto - (estava em plena actividade a partir de 14/6/1864)
(As datas que se encontram adiante dos seguintes corres pondem às respectivas nomeações)
Miguel José Simões - 9/4/1869
António Rodrigues Pereira - 15/1/1873
Dr. Bento Joaquim de Mesquita Pimentel de Carvalho - 21/1/1877
José Viana Abranches - 14/12/1878
António Ferreira Machado (Administrador Substituto) - 1883
Francisco de Paula d Borges - 12/1/1889
António Ferreira Machado - 1890
José da Costa Bello (Administrador Interino) -29/1/1890
Luis António Ferreira das Neyes (Administrador Interino) - 25/3/1 890
Antônio Maria da Costa - 4/7/1 893
Joaquim Simões Neyes Paneiro (Administrador Efectivo) - 4/7/1 893
José Maria Marques de Almeida Aguiar (Administrador Efectivo) - 18/4/1895
Paulo Maria de Britto Camiller - 10/9/1895
Valeriano António França (Administrador Interino) - 17/3/1897
José da Costa Bello - 10/3/1898
Padre José Cândido Gualberto da Costa Leal (Interino) - 2/7/1900
Paulo Maria de Britto Camiller - 19/6/1902
José da Costa Bello (Administrador Interino) - 11/11/1904
José Maria Marques de Almeida Aguiar - 18/4/1905
Albino Estevão Vitória Pereira (Administrador Interino) - 3/6/1905
Jacinto Alexandre-18/3/1908
Antônio Chaves (Administrador Interino) - 24/3/1908
Marcelino da Silva Gonçalves
Paulo Maria de Britto Camiller - 9/7/1910
Francisco Nunes Branco - 23/1/1911
João Afonso de Barros (Administrador Interino) - 4/8/1911
José de Sousa Pereira - 31/8/1911
Mateus Colares Vizela (Administrador Interino) - 3/11/1912
Alfredo Júlio Quintino Lopes de Macedo (Administrador Interino) - 11/6/1915
João Correia Peixoto (Administrador Interino) - 14/7/1915
João Correia Peixoto (Administrador Efectivo) - 22/9/1916
Manuel Henriques (Administrador Interino) -16/11/1917
José Frederico Moita e Costa - 6/1/1918
Dr. Bartolomeu Lemos Viana ( Administ. Interino) - 20/7/1918
Jacinto Alexandre - 21/8/1920
Gaspar Cardoso de Carvalho Machado - 23/9/1920
Jacinto Alexandre - 25/10/1920
Joaquim Gualdino Nunes Rego de Carvalho
Jacinto Alexandre - 1/6/1921
José Lourenço da Torre (Administrador Interino) 27/11/1 921
Adriano Cândido de Magalhães - 26/3/1922
J Cândido de Oliveira - 8/4/1922
José da Fonseca (Administrador Interino) - 13/5/1922
Eduardo Mário Veiga - 13/10/1923
Duarte Formoso Pinto - 31/5/1930
Joaquim Guilherme de Fana Junior - 24/7/1930
Alberto Monteiro de Proença (Administrador Interino) - 26/1/1933
Carlos Alberto de Barros e Vasconcelos da Cruz Sobral (Vice-Presidente da Câmara Municipal, com actividades como Delegado Policial) - 20/2/1941
Tenente Afonso Neyes (Vice-Presidente da Câmara Municipal, com actividades de Delegado Policial nos anos que decorreram de 1945 a 1959.

Devo referir que as Administrações de Concelho foram abolidas em 31/12/1927, pelo Decreto n° 14.812, tendo sido os seus serviços e as suas atribuições (que eram essencial mente de natureza policial) confiadas aos Presidentes das Câmaras Municipais. Estes frequentemente as delegavam nos respectivos Vice-Presidentes, pelo que durante muito tempo era usual o povo dar a quem desempenhava estas funções a designação de ‘ do Concelho” cargo que, como é óbvio, deixara de existir.